AS REAÇÔES AO ESTRESSE – Graça Braga Darzi – Consultório de Psicologia e Psiquiatria

graca-darzi---panico
A SÍNDROME DO PÂNICO – UM TERROR SÚBITO – Graça Braga Darzi – Consultório de Psicologia e Psiquiatria
abril 14, 2017

AS REAÇÔES AO ESTRESSE – Graça Braga Darzi – Consultório de Psicologia e Psiquiatria

graca-darzi---estresse
Durante a vida, qualquer pessoa está passível de enfrentar situações de estresse. Todo o organismo se manifesta através de uma reação natural de defesa como necessidade de adaptação, sejam elas positivas ou negativas. É por esse sistema natural que o ser humano consegue reagir a uma determinada situação de perigo iminente, fugindo ou correndo. Nossos ancestrais na luta pela sobrevivência se deparavam constantemente com situações de perigo que precisavam ser vencidas. Portanto, nosso corpo foi projetado para poder conviver e suportar com o estresse, desafios e situações do cotidiano. Passado o momento de grande estresse, o corpo se autorregula e volta ao normal. Sendo assim, o mesmo é uma forma de preparar o indivíduo para lidar com uma determinada situação. Então, o resultado de uma festa desejada e planejada a muito tempo geram estresse. A perda de alguém querido também o gera, sendo portanto impossível viver sem ele. Não haveria problema algum se tais reações fossem mantidas sob controle, pois quando o mesmo sai do seu ponto de equilíbrio acaba tornando-se recorrente, passando do nível suportável pelo corpo, gerando muitos problemas. Dessa forma, podemos dizer que o que diferencia o estresse positivo do negativo, é a parte emocional. Enquanto o estresse positivo pode oferecer energia e foco estimulando a pessoa a lidar com as pressões, o estresse que se apresenta negativamente, intimida, ameaça, fazendo com que o indivíduo fuja da situação.
No momento do estresse, o corpo fica em estado de alerta permanente contra inimigos externos e internos. O estresse descontrolado é devastador se manifesta como sinal de que o nível tolerado pelo organismo já passou da conta. Corpo e cérebro são invadidos por um número excessivo de estímulos, mentais ou sensoriais, e fisiológicos, levando à exaustão. Tamanha alteração no organismo gera um turbilhão de reações. Sejam acontecimentos que estejam próximos da consciência ou inconsciente, o seu corpo não terá como retornar ao estado de equilíbrio, pois o indivíduo sente-se invadido por um estado de ameaça permanente.
O relacionamento emocional com situações traumáticas vividas, aliadas à sentimentos constantes e recorrentes de medo, desconfiança, preocupação, expectativas, fazem com que o organismo ultrapasse o seu equilibrio. O cérebro fica a mil por hora, com aumento exagerado da pressão sanguínea, e com a mensagem de perigo iminente, fazendo a musculatura se tornar rígida. Crises fortes causam rigidez muscular. A descarga de adrenalina é responsável pela sudorese. Mãos e pés ficam gelados, assim como transpiramos em excesso. O coração se torna acelerado. O sintoma também é comum em crises de ansiedade e pânico. Diversos hormônios são disparados no organismo causando várias alterações orgânicas. O cortis ol é conhecido como hormônio do estresse, e quando é liberado por períodos prolongado, afeta todo o organismo, inclusive nossas defesas, ou sistema imunológico.
É importante perceber quando o corpo começa a manifestar reações psicossomáticas, de início esporádicas como dores de cabeça, instabilidade no sono, alergias, tonturas, resfriados, gripes, chegando por fim a se tornarem regulares. Sem uma intervenção eficaz, esses sintomas podem se transformar em doenças. Portanto, como o estresse é um processo natural ao corpo, é importante ficar alerta para perceber quando os sintomas se manifestam indicando que seu nível se excedeu.
O estresse bem controlado é de extrema utilidade, pois serve como um impulso positivo estimulando a pessoa a resolver seus problemas cotidianos, profissionais, sociais, familiares. Bem administrado ele contribui para o indivíduo se motivar indo de encontro aos seus objetivos.

Atendimento Psícológico

Atendemos adultos, idosos e adolescentes. Para mais informações ligue: 11 3054-9488

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *