O SINTOMA E O ADOECER – Graça Braga Darzi – Consultório de Psicologia e Psiquiatria

graca-darzi--adocao
OS ANSEIOS DA ADOÇÃO – Graça Braga Darzi – Consultório de Psicologia e Psiquiatria
janeiro 13, 2017

O SINTOMA E O ADOECER – Graça Braga Darzi – Consultório de Psicologia e Psiquiatria

graca-darzi--adoecerr
O corpo e a mente, o inconsciente e o consciente, o corpo físico e o corpo social, o micro e o macro, estão todos interligados em uma condição na qual torna-se necessário olhar as particularidades sem perder a noção do todo que os envolvem. A linguagem que o corpo nos traz é psicossomática, exatamente porque a relação mente e corpo são inseparáveis.
Podemos considerar que na linguagem inconsciente veiculada pelo corpo, o sintoma não só expressa um distúrbio biológico, sendo necessário muitas vezes a intervenção com medicações, mas também ir além da explicação bioquímica, mecânica, buscando mensagens do inconsciente. Isso ocorre porque a sintomatologia de qualquer doença suscita um abalo nas relações, valores, crenças e da condição sócio-cultural e espiritual do indivíduo. Considera-se portanto, que todo sintoma não expressa apenas uma disfunção orgânica, mas uma expressão de uma disfunção relacional.
Quando há dissonância entre corpo físico e a mente, os sintomas aparecem como manifestações simbólicas, sugerindo ao indivíduo uma reflexão e redirecionamento na forma de ser e agir no mundo. De uma maneira peculiar, a doença faz o indivíduo receber mensagens daquilo que não está em equilíbrio, permitindo com isso dar vazão a energias tencionais armazenadas.
Na tentativa de se comunicar com o corpo físico, a mente inconsciente chamará sua atenção por meio de mensagens sutis, como uma insônia por exemplo, ou por meio de mensagens contundentes, intimatorias como traumatismos ou doenças orgânicas psicológicas.
Em toda sua inteireza, o inconsciente nos obriga a buscar identificar perigos e riscos na dinâmica de nossas vidas. Quando não compreendidas e consideradas, o corpo utilizará de maiores recursos, exigindo maior confronto com a nossa consciência. Considerar a doença é possibilitar o favorecimento de ir além do sintoma físico, estimulando a comunicação inconsciente do que está ocorrendo no processo relacional.
Portanto, o adoecer nos convida à uma reflexão sobre nossos limites, nossas dificuldades em aceitar mudanças e de admitir nossas limitações, entendendo portanto que perturbações, desequilíbrios no inconsciente, se manifesta como sintoma corporal.
Considerar a compreensão das profundas causas emocionais possibilita o despertar da consciência para que o ser humano possa intervir em seu processo e produzir mudanças significativas no entendimento do seu adoecimento, permitindo refletir sobre o sentido do sofrimento corporal no contexto relacional e existencial.

Atendimento Psícológico

Atendemos adultos, idosos e adolescentes. Para mais informações ligue: 11 3054-9488

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *