A ADOLESCÊNCIA – UM NOVO NASCIMENTO – Graça Braga Darzi – Consultório de Psicologia e Psiquiatria

graca-darzi-burnout
A SÍNDROME DE BURNOUT – O ÁPICE DA EXAUSTÃO – Graça Braga Darzi – Consultório de Psicologia e Psiquiatria
julho 1, 2017

A ADOLESCÊNCIA – UM NOVO NASCIMENTO – Graça Braga Darzi – Consultório de Psicologia e Psiquiatria

graca-darzi---adolescencia
A adolescência pode ser definida como um novo nascimento, no qual os impulsos das mudanças individuais se despontam manifestando profundas e significativas transformações físicas e psíquicas com grande sensibilidade, culminando em sentimentos por vezes inconsequentes e de muita autocrítica. Uma fase na qual a instabilidade entre dependência e independência operam a todo momento. É a perda da identidade da criança para uma nova identidade ainda nao concretizada. No primeiro momento, a criança em sua identidade, por não possuir o ego ainda desenvolvido, apresenta uma psique extremamente maleável e que por necessidades de aceitação, adapta-se às exigências dos pais e educadores. Já a adolescência é manifestada por uma necessidade de diferenciação dos pais para a busca de sua própria identidade.
A passagem do mundo infantil para o mundo adulto implica em mudanças intensas e por vezes dramáticas. Isso reflete em dificuldades quanto a autoimagem, ao próprio corpo e a sua presença nesse novo contexto familiar e social, sendo por vezes um processo doloroso, o que inclui também os pais, pela dificuldade em aceitar todas as manifestações de uma nova personalidade que se apresenta.
Dessa forma, a figura dos pais, ou o arquétipo do pai e da mãe, começam a perder a predominância, impulsionando o adolescente para a vivência do arquétipo do herói no enfrentamento das crises, direcionando assim o ego para a interação com os grupos. Também outros arquétipos como o Animus (é o lado inconsciente masculino da personalidade na menina) e a Anima ( é o lado feminino inconsciente da personalidade no menino), tornam-se importantes para o relacionamento e atração, permitindo a iniciação da nova identidade.
No primeiro momento, muitos comportamentos expressivos dessa fase, podem ser confundidos com a depressão, em função dos adolescentes estarem mais propensos à agressividade, ansiedade, intolerância, isolamento, sugerindo acompanhamento em sua trajetória. Situações estressantes podem agravar os riscos de desenvolvimento dos sintomas de ansiedade, sentimentos de desesperança, culpa e baixa autoestima. Os desafios dessa fase de vida são inúmeros, como lidar com a separação dos pais, excesso de atividades, passar no vestibular, suscitando com esse desconforto, a falta de sentido em suas existências. Em função dos adolescentes tenderem a ser mais intolerantes quanto às diferenças, o bullying (como já mencionei em outro artigo), se manifesta nessa fase com mais intensidade, sendo um fator estressante e relevante que pode causar depressão grave e sentimentos de desmotivação. Devido ao intenso sofrimento, buscam ardentemente algo para esvaziar, utilizando-se do uso abusivo do álcool, drogas, atos de mutilação, pela perda de sentido experimentada em suas vidas, indicando dificuldades para lidar com novos desafios. Esse é um momento em que os pais necessitam renunciar à mudanças inevitáveis que é se desprender para a evolução do filho criança, para o adulto que está despontando. É o exercício da liberdade com limites, observação, diálogo, contato afetivo permanente, flexibilidade para acompanhar essas modificações e necessidades que se apresentam.
A psicoterapia mostra-se um grande aliado nesse processo, no qual o adolescente pode reimaginar todos os medos, suas fantasias, ideias para perceber mudanças no modo como está sendo conduzido, para indagar o que precisa ser mudado. Como tal, entender o que está no inconsciente do adolescente é objetivar alcançar outros sentidos que se encontram impedidos, tanto em seu discurso, como de seus familiares, trabalhando assim para uma nova reintegração.

Atendimento Psícológico

Atendemos adultos, idosos e adolescentes. Para mais informações ligue: 11 3054-9488

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *